quarta-feira, 30 de junho de 2010

?

F. espero que não tenhas ficado magoada com o meu post sobre "Amigos, precisam-se". Longe de mim ser injusta contigo ou com qualquer pessoa. Foi um desabafo, que apesar disso, não deixa de ser absolutamente sincero e verdadeiro.

Deixem-se disso

Acho tão feio andarem para aí a falar mal a torto e a direito da selecção, dos jogadores, do treinador. Acho indecente. Eles fizeram o que conseguiram e a mim não me desiludiram em nada. Fizeram o que puderam, suaram a camisola como se costuma dizer. Alguns não estiveram no seu melhor, efectivamente acho o Ronaldo muito individualista e armado em vedeta (aqui realmente tenho algo a dizer), mas de resto acho que a equipa se esforçou. Nada mais a apontar. Este feitiozinho dos portugueses de estar sempre a deitar abaixo é tão típico que qualquer dia é considerado património cultural, tal como o galo de Barcelos ou as caves do Douro.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Mar

É bom o cheiro do mar, é bom ver as ondas rebentar, levar com a brisa no rosto, é bom perder a noção do tempo e do espaço em frente ao mar...e novamente o cheiro...que bom.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Precisam-se...

...de amigos. É verdade, é isto mesmo : precisam-se de amigos. Daqueles que estão presentes nas nossas vidas. Quando digo presentes não é em espírito, é mesmo estarem por perto, à distância de um telefonema ou de uma visita surpresa, sem dia nem hora marcada. Amigos que não imaginam as férias sem nós mesmo com os namorados e namoradas, amigos que não dispensam a nossa presença num churrasco lá em casa, numa ida à pizzaria, num gelado ao fim da tarde, numa ida à piscina ou ao rio. Amigos que vêm à nossa casa, que dormem no sofá porque já era tarde para ir embora, amigos que querem a nossa foto na máquina deles, amigos que planeiam uma ida ao estrangeiro e insistem para que viajemos também, amigos que marcam reunião de urgência se algo não está bem, que cedem a casa por tempo indeterminado, que nos puxam para cima se a coisa "não está assim tão bem", que vão ao médico, ao psicólogo, ao osteopata, ao endireita, ao Japão ou à Austrália. Amigos para ir às compras, ao jogos da bola, ao cinema, ao mercado. Amigos que estejam ali e não partam quando a dor é grande e que não deixem de vir quando a felicidade é imensa. Amigos que nos queiram bem, que nunca nos façam mal, mas que também não sejam indiferentes, daqueles que só constam na lista do telemóvel ou do facebook.
Amigos precisam-se. Amigos não são aquelas pessoas por quem nutrimos simpatia e afecto, mas que vemos 2, 3, 4, 6 vezes por ano. Desculpem, mas esses não são os amigos. Sempre pus a amizade à frente de tudo o resto , sempre valorizei mais a amizade do que o Amor, sempre aceitei os outros e nunca desprezei ninguém por ser diferente. Não tenho vergonha de dizer "Amigos, precisam-se". É o que sinto...há muito tempo.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Ainda a coreografia...

Ontem vi as imagens em vídeo da festa de final de ano com a coreografia de que vos falei há uns posts atrás. Correu lindamente :) Os miúdos estiveram tão bem que era só gritinhos de apoio e admiração. Eu, na altura, senti que tinha corrido tudo lindamente. Não se enganaram uma única vez, estiveram com alma, dançaram com estilo (eu fiz-lhes ver a diferença entre dançar com alma e ser um robot) e o público manifestou-se. Até o parvalhão (nickname de uma pessoa lá do sítio que não tem muita categoria) ficou admirado. Eu só respondi : Muito trabalho, não andamos aqui a brincar...
Parabéns a vocês, meus lindos ! O mérito é todo vosso.

neste momento...


a arrumar o escritório. A deitar fora o que já não interessa, a organizar papelada, a colocar as coisas em ordem, a fechar o ciclo....

sábado, 19 de junho de 2010

Episódio marcante

O episódio que vos vou contar tem muito que se lhe diga e, por isso mesmo, traduzir-se-á num extenso post. Ontem, num dia que era suposto ser de festa, a festa de final do ano lectivo, aconteceu algo que me tocou profundamente. No meio da alegria de pais e filhos, no meio das canções e danças, da excitação do espectáculo final, eis que ouço um soluçar intenso, um choro completamente descontrolado, um misto de tristeza e desespero.
Era mesmo atrás de mim e então reparei que uma criança, uma miúda, chorava e gritava enquanto algumas pessoas a abraçavam e tentavam consolar. Tentei perceber qual o problema, de que se tratava, mas o barulho impedia-me de perceber o que quer que fosse. Passados alguns momentos, consegui aproximar-me e questionei o que se passava. A miúda chorava cada vez mais, enontrava-se num estado de nervos que dava dó. Alguém me respondeu: É o pai dela que faz a vida negra à mãe.
Naquele momento reconheci imediatamente a miúda. Já conhecia a história. A irmã dela era minha aluna também. Logo no início do ano fui alertada por uma tia que me informou da situação dramática daquela famíla. Esta tia queria pedir-me que estivesse atenta a quaisquer sinais de perturbação da aluna que afectassem o seu rendimento escolar. Segundo sei, os pais decidiram separar-se, mas continuam a travar batalhas diariamente em frente das filhas com 9, 10 anos. Utilizam-as como armas de arremesso, não pensam no mal que lhes estão a provocar e nas consequências que daqui poderão advir. Armam confusão em casa ou em locais públicos, manipulam as crianças para se atingirem mutuamente...enfim histórias lamentáveis. Mas voltando à Joana (é este o seu nome).
A Joana continuava numa aflição total, completamente alterada. Eu só conseguia imaginar aquele sistema nervoso prestes a colapsar. Sim, porque é isso que acontece mais cedo ou mais tarde. E não poderia deixar de pensar para mim mesma: Que raio de pais são estes, que não o merecem ser ?! Que monstros são estes que provocam este tipo de comportamento em crianças tão pequenas? A Joana devia estar feliz. Era finalista, era o dia de reconhecimento do esforço e trabalho dedicados ao longo de um ano de aulas.Havia música, havia alegria, havia família...mas para a Joana havia dor, uma dor tão insuportável que ela libertava com o choro. Lembrei imediatamente a irmã Natacha, uma menina tão frágil que cheguei a sentir pena dela. A cabeça, ocupada com problemas, não a deixava concentrar na escola e, por isso, sempre foi uma aluna fraquinha. Às vezes, corria para mim e abraçava-me. Lamento tanto não a ter abraçado com mais força e mais vezes.
Este assunto das guerras entre pais, da falta de amor entre pais, do porem-se a si primeiro, antes dos filhos que não pediram para nascer....é um assunto que me deixa muito triste, profundamente triste. Também eu sei o que isso é. Espanta-vos esta confissão? Pois é, também eu sei o que é viver no meio de uma família assim. Posso assegurar-vos que é das piores coisas do mundo e que as marcas perduram. É mesmo muito difícil ultrapassar uma situação assim. Percebi cedo demais que a minha famíla tinha uma casa, carros, coisas para nos dar...mas faltou o essencial. Tenho total convicção disto que estou a dizer. Famílias onde não existe o Amor são famílias necessariamente mais pobres. Pobres de alma, de força, de vitalidade, de esperança e união.
Eu entendo a Joana, a Natacha e todos os outros que sofrem diariamente e enfrentam este drama. Sim, porque isto é um drama.
Dei um pequeno abraço à Joana, disse-lhe que aquele era o dia dela, um dia para estar feliz, mas ela, no fundo, nem me escutava. Eu entendo. Tenho 26 anos e essa dor, essa mágoa, essa desilusão também faz parte de mim, ainda hoje. São marcas terríveis que moldam a personalidade e nos tornam necessariamente mais frágeis, mais tristes e menos seguras. Muitas são as vezes em que dá vontade de desaparecer...dói tanto....

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Deixa lá, rapaz


Acabei de ouvir que um toureiro foi preso no México por ter fugido da arena....tadito...teve medo do touro. Pois, todos nós temos, por isso é que não somos toureiros ...lol. Foi preso pela polícia em pleno cenário por não ter cumprido o contrato, teve de pagar uma fiança para sair e ainda anunciou o fim da carreira. Levou com uma chuva de assobios. Não foi a chamada "saída triunfal".

pity...

Sei que vos tenho deixados pendurados, eu sei. Mas acreditem que só não tenho vindo porque não tenho podido. Assim que tudo estiver regularizado, volto.
Não precisam de fazer abaixo-assinados nem pedidos por mail, telefone ou fax. Eu estou por aqui...

terça-feira, 8 de junho de 2010

Ando a notar....

as pessoas um pouco confusas, desmotivadas, meio perdidas, zangadas, cansadas, desmoralizadas....tudo o que é mau e termina em _adas. Será do tempo? Malvada crise que acabou com a alegria da alminha lusitana. Antes eram só vitórias, alegrias, conquistas. Agora somos um povo coitadinho, pronto a entregar o machado de guerra. Que horror !

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Às voltas....


com a coreografia do Beggin dos Madcon para os miúdos apresentarem no final do ano lectivo. Mas quem é que manda a mim inventar e querer ser "a fixe " ? Vamos com calma. A coreografia está pronta, mas primeiro ainda há o teste de final de período...Primeiro, o trabalho, depois a ramboia. A parte mais difícil ainda está para vir: ensinar-lhes a coreografia. Tadinhos, é tão agitada e rápida...mas sei que eles vão adorar.

terça-feira, 1 de junho de 2010

Tadinha

Ela diz que andou a apanhar cerejas no f.d.s. e não consegiu pegar nos livros para estudar...agora tá aflita, coitadita. Diz que vai baixar a nota e que a mãe se vai zangar. Digo-lhe para não se enervar, que não vale a pena tanta choradeira. Mas a parte das cerejas está-me a desconcentrar.....não sei se consigo parar de rir....

Soltem a parede : o regresso

O programa é divertido, light e completamente descontraído. Eu gosto. Dou com cada gargalhada. Sabe muito bem para descomprimir.... Vocês que não gostam, peguem no comando e façam zapping, ok?

Fofinho

Du - Essa trança fica-lhe tão bem. (Abraça-se a mim, com força, encaixando a cabecita na minha barriga, com os braços em volta)
Doce bailarina -Thank you
Du - É tão linda. Já pensou em ser modelo?
Doce bailarina - ......(não responde. Faltam as palavras. Não consegue reter um sorrisinho, cheio de alegria e um pouco de vaidade).
Vindo de vocês, eu até acredito ....

A moda do "rebolation"

A canção é de partir o coco a rir :)

quinta-feira, 27 de maio de 2010

:)

Hoje vi umas sandálias muito giras e sensuais. Experimentei-as só por diversão, para ter um momentinho de puro prazer e voilá, o sapatinho ficava-me como o de cristal na Cinderela. Quero as sandalinhas, quero as sandalinhas. Ok, não levo as sandalinhas....tenho de ter tino. Mas são tão giras.... Ao chegar a casa mandei assim umas indirectas...a ver se a coisa até pega, mas não vou contar com nada. O meu irmão diz que eu sou "uma forreta do pior". Credo, será que sou mesmo ? A culpa é do Sócrates, é isso ! A culpa é todinha dele, grande malvado ! Uf, já me sinto melhorzita...

YEAH

De gente mal educada, sem princípios, sem educação, gente tonta e pobrezinha de espírito. Gente básica, sem grande elevação espiritual. Gente que não sabe nada da vida nem quer saber nada dos outros...
Ok, calma...estava só a arranjar uma desculpa para poder publicar esta imagem da Mafalda. Surgiu-me esta legenda....

PP


querido P. o meu amor por ti existirá enquanto o meu coração bater... Só Deus sabe..

Opá ...

Estou aqui a ver o Rock in Rio na Sic Radical, concerto de Xutos e Pontapés. Também queria lá estar.....mas para ser sincera também se está aqui bem. Vejo tudo, curto o som , escrevo no blogue e estou quentinha....eh eh. Não é a mesma coisa, ai isso não é. Mas "tá-se bem".

At last...




someone who knows how I feel...

A minha amiga C.

inaugurou um blogue, o qual pertence já à minha lista habitual de consulta diária. Eram 2, agora são 3, os blogues que consulto diariamente. Sim, porque eu não consulto blogues assim por dá cá aquela palha. Se não me identificar com a escrita, as ideias, a forma...então não contem comigo, porque eu só leio mesmo o que gosto. A minha amiga nem sonha que publicou esta citação no seu blogue, numa altura em que a mesma faz todo o sentido para mim. Foi como uma seta directa ao coração.
“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já têm a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.”

Fernando Pessoa

terça-feira, 25 de maio de 2010

Agradecimento

aos meus amiguinhos da rádio comercial que me fazem companhia todas as manhãs. Já não passo sem eles. CROMOOOOO !

Já vos disse....




...que adoro a chuvinha de Primavera/ Verão ? Assim, quando está calor, mas chove um pouquinho e sente-se o cheiro da Terra, quente e húmido...Estes dias são propícios à reflexão e inspiração...apetece-me ir por aí....sem destino a sentir o pulsar da existência...

segunda-feira, 24 de maio de 2010

tão bom !

Fim de semana em Lisboa com namorado mais querido do mundo. E afinal, sempre deu para visitar a Feira do Livro. Eles esperaram por mim, já que há 2 semanas os meus planos foram interrompidos pela tempestade que se abateu em Lisboa. A feira estava interessante como de costume, mas desta vez, achei que havia esplanadas e farturas e geladinhos e bolos a mais....os portugueses andam mal da carteira e depois,como não compram livros, vingam-se na comidinha. Ainda vi o meu colega de faculdade Filipe Faria, reconhecido autor de literatura juvenil ligado ao mundo da literatura fantástica.
E adorei ir à pizza hut disparatar, adorei passear à beira-rio, adorei o mini-espectáculo improvisado de música brasileira, adorei tudo....Mas mais do que isso tudo, adoro-o a ele.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

sim sim

A adorar o calorzinho que se faz sentir.... :)

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Agora é que eles se mandam ao ar !

A proposta do PSD para que os desempregados que usufruem de subsídio de desemprego e outras prestações sociais contribuam com 15-20 horas de trabalho gratuito em instituições públicas ou sociais....deve estar prestes a originar um tsunami. Espero estar enganada, mas cá para mim vão ser protestos e mais protestos.... Sei que uma vez implementada a medida, nada há a fazer a não ser cumprir a lei, mas até lá, muita tinta vai correr.... Querem a minha opinião ? Acho muito bem ! Ganhar o subsídio e ficar em casa não dá com nada ! Sei que há muito boa gente que quer trabalhar e não consegue arranjar nada e sei também que há quem desespere por trabalho sem sequer ter direito ao subsídio...mas há outros...gente vigarista, autênticos couch potatoes, uns miseráveizinhos que não fazem nada da vida a não ser passar o dia no café. Até sei daquela que tinha trabalho, mas recusou um ordenado razoável de 500 euros, porque ganhava subsídio e assim nem saía de casa. Opá, vão mas é trabalhar !

terça-feira, 18 de maio de 2010

domingo, 16 de maio de 2010

Vai começando..


..o espírito do Mundial de futebol ! A malta vai ficando mais animada, a preparar-se para as festanças dos jogos, os barbecues, as saídas para buzinar, as vuvuzelas que são uma novidade...enfim, as pessoas precisam de algo que as faça esquecer dos problemas e chatices. O futebol é tão válido como outra coisa qualquer. Eu cá não me importo nada...acho tão giro.

Parece que se sente uma energia positiva no ar. Olha, era giro era canalizar essa energia para outras coisas para além do futebol. Porque é que ninguém faz um estudo psicológico disto e ajuda o país a descobrir uma maneira de melhorar o ânimo...no trabalho...na escola....em casa...?!!!

Pois...


Agora é que é mesmo a sério: Amigas, preparem as vossas roupinhas da nova colecção, aquelas mais frecas e coloridas, porque o tempo esta semana é assim a atirar para o escaldão. Oh MG, e eu que ando imenso de carro e faços intervalos longos entre uns lugares e outros dentro do carro, estou assim, literalmente a prever horas complicaditas...Preciso de 1 garrafão de 5 litros de água, óculos de sol e se não for pedir muito, ar condicionado para o Bolinhas.

OLÁ :)




querida, como é que estás? Tenho saudades tuas....

O facebook e os famosos

A minha amiga G. adicionou-me. Agora descobri que ela namora o ... e por sua vez tem amigos ligados ao teatro e à televisão...e agora é percorrer aquelas páginas e descobrir todas as carinhas larocas da tv. Obviamente que todos têm o seu perfil privado e eu também não estou assim tão interessada, por isso não faz mal. Realmente o facebook é um fenómeno de popularidade. Mas eu não gosto assim tanto.... Não acho assim tão divertido. Gosto mais dos blogues !

Decidi...

...iniciar um novo projecto pessoal...muito pessoal e íntimo. Tem a ver com a escrita e tem como finalidade perpetuar momentos que, apesar de inesquecíveis, precisam de ser reproduzidos no papel. O tempo é assim...leva-nos muitas memórias...e eu preciso mesmo destas.

As medidas de austeridade

Entre a vitória do slb e a vinda de Sua Santidade, o governo aproveitou, oportunamente ou não, para anunciar o pacote de medidas de recuperação económica pelo qual todos os portugueses esperavam. Subida de impostos, cortes nos salários e subsídios, congelamentos, inflação...enfim, uma série de coisas menos boas que todos nós, mesmo não sendo economistas, entendemos razoavelmente. Eu já estava à espera que a situação fosse má. Farta de ouvir as notícias na tv, não fiquei surpreendida. Não há nada a fazer. Fomos literalmente "ameaçados" por Bruxelas e, como tal, só temos de fazer o que nos pedem. Há que repensar muita coisa a partir de agora. Mas também sem entrar em depressão. Há que ter calma, discernimento, equilíbrio....tem de ser.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

eu volto

Este f.d.s. vou actualizar o blogue. Esta semana não consegui, mas amanhã já cá estou ! Beijos

terça-feira, 11 de maio de 2010

Os portugueses são assim

20 minutos de conversa em qualquer lugar público (café, supermercado, cabeleireiro, rua) chegam para traçar o perfil psicológico e sociológico do nosso querido povo lusitano. No passado (bem lá no passado) fomos heróis, aventureiros destemidos, lutadores honrosos....Hoje somos o povo ..................da MÁ LÍNGUA! Senão veja-se : Estou eu sossegadita num local onde estão outras pessoas, de várias idades e feitios (lol) quando começa a melodia:
1)« O Carlos Queiroz passou-se ! Só pode ! A ver pela convocatória, ele só pode estar tolinho das ideias. Bom, bom, seria Portugal perder logo no primeiro jogo, levar uns 5 no bucho.»
2)«E a vinda do Papa e a tolerância ?! Mas porque raio é que a tolerância é só para a função pública? Os outros são infiéis ?!»
3)(ainda a propósito do Papa)« Eu não gosto deste Papa. O outro é que era...»
4)« Opá a função pública ainda se queixa? Trabalham 11 meses e recebem 14...afinal do que é que se queixam? E são os mais rápidos do mundo: saem às 17h, mas às 16h já estão em casa.»
5)« E agora , na Câmara Municipal ( de algures) proibiram-nos de jogar o farmville em horário laboral. Diz que já faziam horas extraordinárias para tomar conta do gado e colher as couves.»
6) «Ah, isso é como os benfiquistas. Não fazem nenhum. Andaram a festejar até às tantas...de certeza que não trabalham...»
7) «Mas de certeza que ganham subsídio. E os velhotes coitados, com reformas miseráveis. Miseráveis?! Diz o outro que assim é porque nunca descontaram e que agora têm de se aguentar.»
Bolas, já estou cansada. Mas há mais.
8)« E o Mundial de futebol ser em África?! Ainda me custa a acreditar. Aquela gente mata-se toda. Ainda estou para ver os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro. Vai ser giro, vai.»
9) « Depois é o Raul Meireles que não fez nada esta época, o Rolando que blá blá blá, o Castro que também não merece, o Quim que é o melhor não está, o Miguel que devia era ir para a disco arranjar problemas....)
Bolas, isto logo de manhã, dá cabo de uma pessoa. Estas pessoas são incríveis, a sério! Pelo lado negativo, obviamente. Eu gostava de dizer que isto são ideias de velhos ou de gente analfabeta, sem cultura....mas não há um traço comum...infelizmente. AH, afinal até há : são todos portugueses, nascidos e criados neste belo país !

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Eu bem queria......

...ter ido à feira do livro. Juro que queria. Mas com a tempestade (lol) que pairou em Lisboa no f.d.s., os planos ficaram adiados, ou se calhar, cancelados. Fica para uma próxima oportunidade.

As mudanças de temperatura...

...são uma chatice. Primeiro faz sol e não se aguenta o calor e a seguir chove e faz um frio de rachar. Não se entende. Eu não gosto de andar aqui às avessas, sem saber o que vestir e a tossir e tudo e tudo. Mas, afinal, quando é que acertam as coisinhas lá em cima ?! Neve na Primavera ?! Estou a ficar baralhada...

Boa Benfica !

A última vez que vos encontrei aqui no blogue, há uma semana atrás, falei da vitória adiada do slb. Pois agora, já posso dizer: Boa, Benfica ! Parabéns! Fizeram um grande campeonato e merecem a vitória. Foram os melhores e a festa é bonita ! Eu estava a torcer pelos benfiquistas!

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Que jogo !

Aquele jogo do Benfica-Porto foi uma nervoseira. Credo! Eu gostava que ganhasse o Benfica. Tenho amigos benfiquistas que já merecem festejar. Mas o Porto foi melhor, acho eu. Enfim, pode ser que seja no próximo fds.

domingo, 2 de maio de 2010

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Constatação

Adoro os miúdos ! São alegres, de bem com a vida, simpáticos, com bom coração, são meigos, quase sempre justos, amigos, sinceros.....enfim, tudo de bom. EXCEPTO, quando andam a tocar flauta pelos corredores como se não houvesse amanhã. Ah, correcção: O verbo adequado não será exactamente tocar. Será outra coisa qualquer. Mas tocar, não, definitivamente, não.

Olá

Hoje passo por cá apenas para deixar um olá a todos ! A semana já vai a meio...realmente o tempo não pára. E quando não damos por ele passar, quer-me parecer que é bom sinal. É sinal de que a vida vai correndo e nós com ela, sempre caminhando, aproveitando o sol, o cheiro das flores que se cruzam connosco por aí. Felizes ao deitar, com um suave aroma quente de Verão, por entre os lençóis que nos abraçam...

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Afinal...

...nem tudo o que parece assim tão difícil é. A vida consegue mostrar-nos constantemente que nem sempre vale a pena sofrer por antecipação, pôr macaquinhos na cabeça, fazer altos filmes. Uma pessoa nunca aprende, diga-se a verdade. Mas quando se superam obstáculos, percebemos que afinal podíamos ter-nos poupado mais um pouco. Os anos trazem a experiência, não é verdade? Mas a questão é que podíamos usufruir dessa experiência quando efectivamente necessitamos dela. Poupavam-se uns cabelinhos brancos, lol !

sábado, 24 de abril de 2010

yep

Já vos expliquei que as segundas-feiras são o dia de que menos gosto. Os sábados, pelo contrário, são o escape, o dia de não fazer nada. Até posso ter de trabalhar ao domingo, mas ao sábado, no way! Mas o sábado de hoje, está-me a saber a pouco. Estou a sentir--me meia sonolenta, não sei se é do tempo. Estou assim, meio grey: neither black, nor white. Falta um pouco de calor para agitar as coisas...todas.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Amanhã estou lá !

Era para não ir porque já fui 3 anos consecutivos e não estava à espera de ser surpreendida. Mas, afinal vou. Festival de Tunas....gosto sempre. E este ano convidaram tunas novas ! Ainda bem. Assim, gosto mais.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

XÔ !


Vai-te embora chuva. Agora já chega. Se insistires em ficar, quando é que vou usar os meus modelitos novos de primavera ?! Eu tenho uma imagem para manter..Vá, vá andando que se faz tarde e eu tenho montões de fãs à minha espera.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Danças de salão: a saga continua

Eu inscrevi-me. AH AH AH. Da última vez eu até era bastante boa no cha-cha-cha, o que é que pensam? Haviam de me ver a dançar o Lady Marmalade em versão cha-cha-cha. Acertava os passinhos todos. Só faltava uma coisa, aliás várias: os homens! Porque 12 mulheres a terem de dançar à vez com os únicos 3 boys que gostavam daquilo desmoraliza qualquer uma. Eu quero um par só para mim. Ah, pois é!

Oh meninas, claro que entendo !

Todas o adoram. Ele é um fofinho. Ele tem charme. Ele não é aquele homem top model, mas não deixa de ser especial. Ele canta que se farta. Ele é um doce. E adivinhem, vai estar em Portugal dia 2 de Novembro. Michael Buble....eu gosto das músicas...e ele é um bocadito cuxi cuxi, dá vontade de levar para casa, não é girls ?

Mas quando....

...é que eu arranjo um tempinho para vir para aqui dissertar e escrever, escrever, sem parar ?? É que estou a precisar...muito mesmo.

terça-feira, 20 de abril de 2010

Comunicado

Serve o presente post para comunicar que as segundas-feiras são oficialmente o meu dia "least favourite". Que horror ! Ontem foi o dia todo de um lado para outro...credo. É demais para a minha alma. A R. bem diz que eu sou uma preguiçosa do pior e que não me posso fazer mole. Mas, ontem foi mesmo para esquecer. Ao fim do dia, nem sentia o corpo.. Eu queria era estar no spa a beber sumo de laranja natural e a ouvir as bolhinhas de água a bater na pele macia e perfumada.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Achas que sabes dançar : Part II


Segundo programa. Estou colada ao sofá, já vos tinha avisado. Não perco umzinho que seja. Já não preciso de repetir que a música e a dança são daquelas coisas de que vou gostar eternamente. Há quem goste de futebol, de surf, de cavalos, do farmville.....eu gosto de música. Agora, mau mesmo foi o que me aconteceu ontem. Então não é que verti umas lágrimas ao ver uma concorrente dançar? E não foram lágrimas de riso ou de compaixão por figurinhas tristes. Foram lágrimas de emoção, de admiração. Acho que isto explica o que sinto. Para mim a dança é uma arte e, como tal, desperta sentimentos e emoções como qualquer outra arte ou forma de expressão.

Será que sou a única ?

...que prefere acordar por si mesma em vez de ser o despertador a fazer o serviço ? Normalmente acordo sempre antes do despertador tocar, bastante antes até. Agora, quando é o despertador a ir-me buscar ao infinito da mente, lá mesmo ao fundinho...xiii...isso, sim, custa ! Aconteceu-me hoje. Fiquei meio abananada, para dizer a verdade.

domingo, 18 de abril de 2010

C'est la vie

Começar a manhã com 10 minutos de fisioterapia individual em frente ao espelho. Exercícios: massajar o rosto com escova de dentes, franzir as sobrancelhas, sorrir e puxar o lábio que não mexe, encher a boca com ar até formar balão, fechar os olhos com força, encher boca com água e passar a mesma de um lado para o outro...estes são alguns dos rituais que terei de realizar nos próximos tempos. Eu não me queixo, mas confesso que prefiro o sr. fisioterapeuta a massajar-me a cara com muito amor e carinho. Não resisto quando ele, num dos exercícios em que me estimula os lábios, diz: "Vá, beijinho...força...beijinho...vamos...beijinho...Parece uma melodia...doce doce para os meus ouvidos.
Ah e a foto : sou eu no final do tratamento, lol, quando já estiver recuperada !

Ontem...


...fiz uma coisa que não é muito comum na minha pessoa. Tive um momento de excessive self-affirmation, ou seja, senti necessidade, de por momentos, me "armar em boa", basicamente. Como disse, estes momentos são raros. Nunca fui uma pessoa convencida, arrogante, cocky, nem nada disso. Os meus amigos sabem. Aliás, pode soar estranho, mas sempre tive de lutar contra a falta de auto-estima, própria da adolescência. Já não sou nenhuma adolescente, mas também sabe bem valorizarmo-nos um pouco de vez em quando. Sobretudo quando não o fazemos magoando ninguém, pisando os outros..
E não se preocupem...já já volto ao meu estado normal.

sábado, 17 de abril de 2010

A minha nova paixão

A canção "no puedo dejarte de amar"

....

S. says:
«I'm sitting here alone...thinking of .....him.
It's been a while since I last felt what I'm feeling now. I dreamed of him all night long. I keep remember his words, his touch on my skin, his sweet voice...I think he's not my type of guy. I saw the pictures. We really don't match. But maybe he's changed. Maybe he's not like that anymore. Maybe he's a really nice guy now. Or maybe I just need him to be. I wish his kiss would tell...»

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Malta :)

Comecei hoje a fisioterapia. Foi agradável. O fisioterapeuta é um querido, super meigo e atencioso. Já tenho uma série de exercícios para fazer em casa e ajudar na recuperação. Mas agora são pelo menos 30 dias de fisioterapia na clínica. O técnico faz umas massagens na face e obriga-me a fazer com cada careta....nem vos conto. Esta é a parte mais difícil. Não consigo sorrir e ainda tenho de fazer caras idiotas com ele a olhar para mim. Enfim...ossos do ofício. Obrigada a todos os que enviaram mensagens. Ah e já agora : sou uma pessoa para lá de chique. Então não é que o meu amigo Cláudio Ramos, rei da fofoca e revistas cor de rosa também está com um problema igual ao meu ?! Diz que teve" um susto de morte". Calma com isso Claudinho. Tudo se resolve.

Achas que sabes dançar?


O novo programa da Sic promete! Pelo menos para mim. Não sei se já repararam, mas o nome do meu blogue quer dizer qualquer coisa...uhm. O primeiro programa deixou-me colada ao ecrã. Não tanto pelo formato em si, mas porque sou completamente apaixonada pela dança. Como disse o rapazito "Tenho o bichinho cá dentro". E ver aqueles fantásticos bailarinos, oh God ! Alguns são mesmo muito bons e a dança, no fim de contas, é uma maneira lindíssima de o ser humano se expressar. Alguns bailarinos têm histórias de vida muito interessantes e até comoventes. Mas a mim o que me interessa mesmo é quando o jurado diz "Música" e fico ali à espera de ser surpreendida. A parte dos cromos também é divertida. Há com cada um. Eu não assistia à versão americana "So you think you can dance", mas estou ansiosa para ver o que vai acontecer por cá....

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Acabei de...


...actualizar a imagem do ambiente de trabalho do meu computador. Agora estou eu e a flor a espalhar charme em pleno centro comercial colombo. Lindas, misteriosas, inteligentes...eu não sei que mais adjectivos hei-de arranjar. Acho que estes chegam...para já. Ah, só mais uns quantos: doces, encantadoras, e melhor que isso tudo...grandes amigas.

Fossem todos assim...


P. - Que se passa ? (Faz um gesto apontando para a boquita).
Doce Bailarina - Um pequeno problema. O lado direito não mexe. Mas não te preocupes. Isto passa.
P. - Não faz mal. Gostamos de si na mesma. Continua a ser a nossa teacher.
Doce Bailarina (pensando em silêncio) - fofinho....

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Coisas que acontecem

Olá ! Segunda e terça foram dias bastante ocupados, por isso não apareci por aqui. Entretanto, tive um pequeno precalço. Descobri que estou com uma paralesia facial periférica, do lado direito. Comecei por não sentir o paladar da comida, mas achei que tinha queimado a língua somewhere. Depois, não conseguia segurar o iogurte líquido, o gelado...comecei a achar estranho. Depois, ao lavar os dentes, decidi fazer um pequeno teste e sorrir para o espelho e xanãn : Vi que só metade da boca abria. Ok, passa-se aqui qualquer coisa de errado. Posteriormente vim a descobrir que também o olho direito não fecha. Enfim, consultei um especialista e o tratamento será fisioterapia até recuperar totalmente. Que chatice ! Além de só se gastar dinheiro, ainda se perde tempo e paciência. Mas, pronto, também não é o fim do mundo. As causas podem ser diversas e não há nada em específico para assinalar como estando por detrás desta situação. O maior incómodo é mesmo o facto de afectar a dicção e de me impedir de pronunciar certas palavras com a correcção necessária... E também não me apetece sorrir, porque, uma vez que só consigo abrir metade da boca, fico com um ar estranho e ridículo. Ainda ficam a pensar que estou com taras e manias, lol.

domingo, 11 de abril de 2010

Puket











Ontem vi um documentário sobre Puket, a maior ilha da Tailândia. Que paraíso, a sério ! Alguém me leva, por favor? É nestes momentos, quandos nos defrontamos com coisas fantásticas que nem sabíamos que existiam, que fazemos uma data de questões a nós próprios: «O que faço aqui, quem sou, para onde vou ?». A beleza do universo é imensa e isso aumenta a convicção de que não podemos ficar por aqui, confinados. Há um mundo lá fora, maravilhoso demais para ignorar. A natureza é incrível, o mundo é mesmo um lugar maravilhoso. É pena que nos telejornais e televisão, por exemplo, só nos mostrem o que é mau e deixem de fora o que é absoluta e incrivelmente fantástico. Voltando a Puket, que paisagens lindas, que paz, que serenidade, que simplicidade. Até uma vila, toda ela contruída sobre estacas em cima do mar...... Estas pessoas, embora não pareça, são bem mais ricas do que nós, civilização ocidental. E eu que nunca fui assim uma apaixonada pela cultura oriental. Mas digam lá, preferem a velocidade dos tempos modernos ou a paz lenta e silenciosa de quem vive sob as asas da Terra Mãe ?

sabe bem

Então não é que escrever no blogue ao som de música é tão mais saboroso ?! Ainda não me tinha lembrado disto. No momento, estou a ouvir Rui Veloso, "O prometido é devido". Gosto, sim senhor. As canções dele são intemporais...e sabem bem.

Pois é !

Amanhã regresso ao trabalho. Viel Glück ! Espero que o sol perdure. Ficamos mais animados. E do que nós precisamos é mesmo de animação !!!

Reflexão

A vida é suficientemente bela quando temos connosco as pessoas de quem mais gostamos, as pessoas de quem precisamos, aqueles que melhor nos conhecem, em quem confiamos, de quem não temos medo ou receio, os que estão sempre lá, os que não nos abandonam. Para mim isso chega para estar feliz. O mundo corre tão depressa, são tantas as coisas, pequenas coisas com que lidamos diariamente, os problemas que afinal nem são problemas, a pressa, as obrigações, os horários.....tudo isto faz com que esqueçamos a simplicidade com que deveríamos viver a vida. Esquecemos aqueles que estão mesmo aqui ao nosso lado e que não notamos, porque afinal...estiveram sempre ali. Vamos dar-lhes um beijo, vamos abraçá-los, dizer que os adoramos, que estamos gratos por tudo o que fizeram por nós, que a vida sem eles seria certamente mais triste, que não conseguimos sequer imaginá-la sem eles...Os Pais são a coisa melhor do mundo. As lágrimas que agora correm são porque não consigo dizer-vos o tamanho do meu amor por eles. São lágrimas de alegria porque acordei e estão comigo. Nunca terei palavras para expressar toda a gratidão que por eles tenho e o amor que me vai no coração.

sábado, 10 de abril de 2010

Que bom que é...



....abrir a janela logo pela manhã e ver um céu azul, bem azul.
Como se alguém tivesse pegado numa qualquer tinta de aguarela e tivesse pincelado o céu com uma cor tão viva e bonita.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Bolas !

Vai uma pessoa entregar o irs e aproveita para perguntar ao senhor se está em falta com o selo do carro que, segundo me parece, deve ser pago por estas alturas, ao que o senhor responde :
" Bem, seriam 18.50. Mas como era até dia 31 de Março tem de pagar mais 15 euros de multa."
BOLAS! 15 EUROS! Por uma semana de atraso ??? Fiquei assim meio aparvalhada. Confesso que não esperava uma multa tão pesada. Afinal de contas o meu esquecimento pouco mais durou do que uma semana. Mas pronto. Aprende-se a lição. O governo arranja com cada maneira para conseguir o dinheiro que precisa dos contribuintes !!! BolAS!

quinta-feira, 8 de abril de 2010

My dear Spring


Please stay.....you're so beautiful....

Sem palavras


Ontem, ao fim da noite, vi uma reportagem na sic, no telejornal, que dava conta da existência (miserável, diga-se) de um grupo ligado ao partido nacional socialista, nazi portanto, na Rússia. Este grupo, constituído maioritariamente por rapazens jovens, é prova de que o mundo está em perigo. A crueldade e o ódio com que falam, as vinganças que prometem, as imagens aterrorizadoras gravadas em vídeos....são suficientes para deixar uma pessoa incrédula e, pior, com medo. Com medo da sociedade que estamos a criar, do futuro dos filhos que virão, da liberdade que devia ser respirável por todo o mundo, da incapacidade para travar gente que não tem coração e que só pensa em destruir os outros. A provar isso, vemos jovens universitários oriundos de países asiáticos e do Cáucaso, outros de África que podem somente deslocar-se da residência para a faculdade e vice-versa, porque sair deste percurso pode custar-lhes a vida, assim, de um momento para o outro. A provar isto, os vídeos que costumam publicar na net, a incentivar ao ódio racial e à extinção da imigração. O apresentador da reportagem bem avisou que as imagens eram chocantes, mas não pensei que fossem tanto. Para aumentar ainda mais o meu espanto e tristeza mostraram ainda campos onde os mais novos são treinados para dar continuidade ao grupo. Aprendem a lutar, a usar armas e a matar. Isto devia ser proíbido e punido de forma exemplar. Sou a favor da liberdade, no seu sentido mais lato, mas isto já é demais. Estas pessoas (até me custa chamar-lhes pessoas) deviam estar privadas de viver em sociedade, deviam viver todas juntas num lugar isolado, privadas desse bem fundamental que é a liberdade. Liberdade essa, que não querem respeitar e aceitar...porque é dos outros.

terça-feira, 6 de abril de 2010

Reflexão

Para mim, és, sem qualquer dúvida, uma pessoa extremamente sábia. Mereces muito ser feliz porque para ti viver é a coisa melhor do mundo e a tua relação com o mundo é tão simples e especial....

De volta

Pois é, estou de volta. Ainda estou a funcionar a meio gás e a aproveitar os dias que faltam até voltar ao trabalho. Devo confessar que as férias da Páscoa foram incrivelmente boas ! Deu para descansar, aproveitar o sol e a Primavera, deu para estar em harmonia e dar descanso ao corpo e à alma. Quando a companhia é boa, já se sabe ! E isto é mesmo verdade. Quando quem está junto a nós só nos traz paz e tranquilidade, não podemos pedir nada mais. Bons passeios, bons pratos, boas risadas, carinhos e muita cumplicidade. Thank you....

terça-feira, 30 de março de 2010

Happy Easter


Gosto de amêndoas de chocolate. Não são aquelas que têm recheio de chocolate. São as que são mesmo feitas de chocolate e que lá dentro têm a amêndoa original. Gosto particularmente das de chocolate branco. Uhm, que bom....Tenho uma caixa inteira que o pp deu.

Question?

Mas quem é que teve a brilhante ideia de dizer que um casal deve permanecer junto, mesmo que no fundo não queira, não tenha mais planos em conjunto e esteja no ponto de se odiar, somente para fazer prevalecer o máximo interesse dos filhos e para que estes não venham a sofrer no futuro, por terem crescido numa família destruturada ???????????????????????
Quando perceberem que assim estão a hipotecar a própria felicidade e a destruir a da criança que não é burra e percebe perfeitamente o que se passa, já poderá ser tarde.

domingo, 28 de março de 2010

.....

It's official. I went to the Chen. It was a bit disappointing, I have to say. But if you don't have the money, what can you do more? In the end it was pretty good after all, I mean good enough..

sexta-feira, 26 de março de 2010

Question

E se agora caísse o governo em Portugal ?
Desculpem. Fico assim com estas questões existenciais cada vez que vejo as notícias do jornal Sol, reproduzindo conversas telefónicas entre certos "cidadões" do nosso país. E leram bem, estes são cidadões, não são cidadãos. O carácter e perfil não correspondem à definição de "cidadão" no dicionário de Língua Portuguesa. Vergonha, pá. O exemplo devia vir de cima. E se não vem e ninguém faz nada, então não se queixem. Porcariazinha.

As guerras na blogosfera


Então não é que andam para aí umas moçoilas a disputar os tops de blogues mais lidos em Portugal e que agora transformaram os seus blogues em armas letais ?! Ficam muito irritadas umas com as outras, criticam-se umas às outras sob o véu do anonimato,

acusam-se mutuamente de plágio e coisa e tal, fazem ameaças, prometem vinganças. A conclusão que eu tiro é que quando alguém se torna famoso, o mundo dessa pessoa muda radicalmente. Deve ser da pressão que se torna quase insuportável e altera os comportamentos. Ou então, estas brigas têm como único objectivo criar polémicas e atrair mais pessoas, que «o povo é assim, adora intrigas.» Perdem tempo com essas coisas e deixam de escrever o que realmente interessa. Mas está bem, por mim não há problema. Então se a guerra for só virtual, tudo bem. Agora quando passar para o " arranca quantos cabelos conseguires ...."

Quero tanto...


que a minha doce amiga F. fique sempre presente na minha vida. Oh, pá, isto soa um pouco melodramático. Ainda tenho de descobrir que raio de genes são estes que me estão sempre a puxar para a amizade. Mas ela é tão querida e boa amiga. Já nos conhecemos desde a faculdade, vivemos juntas e isso aumenta o conhecimento interpessoal de forma indiscutível. Esteve sempre lá para mim, mesmo quando lhe invadia o quarto e me deixava adormecer sobre as suas almofadas cheias de ursinhos e estrelas. Agora, manda-me receitas mágicas pelo correio, bem doces por sinal, e escreve pensamentos que em tudo são verdade, que nos animam e que são verdadeiros numa prova de amizade que se quer constante.
Aceitei-a sem hesitações, sou assim. Procuro nas pessoas, não a vaidade, a beleza ou a auto-afirmação. Não preciso de pessoas que estão sempre a rir, a ir a festas, a comprar roupas. Gosto de pessoas únicas, com coração, capazes de criar intimidades silenciosas, pessoas que riem connosco e choram connosco também. Quero gente com valores, com ideias, pessoas sensíveis, mas fortes. Pessoas com quem nos sentimos bem, é isso.

AH ?

É impressão minha, ou o excesso de Inverno e consequente falta de sol e calor já anda a fazer mal a algumas cabeçitas ?

Please, Spring, come back, in a rush, as fast as you can be.
Everyone misses you desesperately.

Reflexão

As aldeias são em tudo diferentes das cidades. Mesmo com a globalização, o crescente acesso a meios e tecnologias, as aldeias continuam a manter a sua essência em pleno século XXI. E isso é excelente. Propicia a diversidade e mantém possibilidades infinitas num espaço diferente, com gentes diferentes, com histórias, paisagens, encantos infindáveis. As pessoas continuam a ser diferentes. Veja-se o exemplo das crianças. Apesar da modernidade chegar a toda a hora: são as músicas, as séries da tv, as modas de roupa, as crianças são completamente diferentes. Adoram o ar puro, adoram o cheiro a primavera, adoram suar enquanto jogam à bola, conhecem os animais, brincam eles, descobrem os segredos da Terra a toda a hora, sabem de belezas incríveis que outros não sabem. Um dia, vão descobrir o amor por entre os malmequeres dos campos e não vão dar o primeiro beijo num qualquer Mc Donalds de um centro comercial.

At last


Ready to start some lovely holidays, I hope.

pois...

Still making up her mind about going to Chen or not....Have to say I'd love to, actually.

segunda-feira, 22 de março de 2010

Qui bom !

Já comecei a arrumar as roupas de Inverno e a abrir espaço para as roupas mais frescas, mais coloridas e mais sexys. E hoje comi salada de fruta, verdadeira, daquela cheia de vitaminas e sabores. Soube-me a Verão. Ai que bom !

sexta-feira, 19 de março de 2010

Descobri !!!!

como se chamava a primeira novela que assisti e que tanto adorava. Gostava tanto dela que até sonhava com as personagens e queria por tudo ser uma delas. Adorava tanto, mas tanto, tanto...não dá pa explicar.
A novela chamava-se "Carrocel". Alguém se lembra ?

Ah pois é !

Este fim de semana, vou-me vingar. Vou ficar de molho sem fazer nada. Quer dizer sem fazer nada não acredito muito, mas pronto sem fazer quase nada. Vou aproveitar a vida. Só espero que o sol regresse, please!!

Recordações

Tou numa de recordar coisas lindas da infância. Hoje vim ao youtube ouvir a banda sonora da novela "Tieta do Agreste". Foi em 1989, tinha 6 aninhos. Adorava as músicas da Tieta, fartava-me de dançar. E depois foi a "Pedra sobre pedra". Ainda sei as letras das canções :) E a música para mim é como os cheiros....activa-me qualquer coisa no cérebro que me traz as recordações de volta. Quero mais.

NEWS :)

ARE YOU SERIOUS ? OH MY GOD :)

quinta-feira, 18 de março de 2010

LOL

Ontem fui a uma loja W. procurar uma televisão pequenina, daquelas que se colocam em qualquer estante e se encaixam em qualquer lugar. Qual não é o meu espanto quando sou informada de que já não se vendem televisões dessas, mais pequenas e tradicionais."Agora, desculpe minha senhora, mas são só plasmas de todos os tamanhos e preços. Televisões do tempo da avózinha já não encomendamos, pedimos desculpa." E eu a pensar "mas será que a tecnologia avançou assim tanto que agora só se encontram as televisões normais em museus??".
Elas davam tanto jeitinho, fáceis de transportar, de arrumar e não faziam grande estrago ao bolso e à carteira. "Mas não, agora se quiser compre um plasma que vai mais bem servida. E não vá logo para os pequeninos porque esses gastam mais electricidade. "
Ok, vou pensar nisso. Se calhar tenho é de optar entre ter um plasma para ver o telejornal e a novela ou ter uma cama para dormir. My bedroom is tiny, tiny.

Obrigada

por estarem aí desse lado e quererem enviar sinais de conforto, carinho e amizade. Afinal, parece que ainda há amigos. Eu sempre digo: não são muitos, eu sei que não são muitos. São até poucos, mas são tão bons...os amigos. Podem ser 2, 3 ou 4, mas prefiro
ter-vos a vocês do que a um bando de 150 pseudoamigos no facebook. Não tenho escrito muito porque não quero contagiar-vos com o meu astral down. I'm feeling a bit blue, so don't worry. São aquelas fases, em que às vezes nos custa descobrir o sol, mesmo quando ele está a brilhar com tanta força na nossa janela. A vida é mesmo assim, coloca-nos obstáculos para compreendermos o que é verdadeiramente importante e darmos valor aos pequenos pormenores. Qualquer ser humano precisa de reflectir para crescer.

segunda-feira, 15 de março de 2010

Pensamento

«A fé não são só boas intenções. A fé faz-se de obras.»
Tão cedo não esquecerei esta frase da I. MJ. Faz todo o sentido.

Hoje

..não escrevo. Tenho um dói dói na alma. E não quero partilhá-lo com ninguém. Só vos posso adiantar que estou cansada de que lá de cima não venha uma ajudinha, uma mãozinha de sorte, um empurrãozinho de força e boa vontade. Não é nada demais..e há quem mereça mesmo.

sexta-feira, 12 de março de 2010

Dói,não dói ?

A frase utilizada ontem pelo Ministro das Finanças na Assembleia da República "Money for the Boys", referindo-se a uma verba para remuneração dos Presidentes de Junta deste país, causou enorme alarido e indignação entre os presentes. A mim, nem por isso. É uma verdade entre outras que custam a ouvir. É pôr o dedo na ferida, é o que é. A única coisa que tenho a apontar é que "quem tem telhados de vidro, não atira pedras ao vizinho". Depois, o senhor ministro teve de ouvir o que não queria, quando os restantes partidos foram logo buscar os exemplos de gestores de empresas públicas que são nomeados pela proximidade que têm com certos indivíduos que estão no governo. É como aquele da PT, aos 30 anos já era o principal gestor de uma empresa daquela dimensão e importância.

quinta-feira, 11 de março de 2010

Reflexão


O pôr-do-sol é lindo. Traz vontade de ser feliz.

Thank you sweety

Disse ela, com os olhinhos a brilhar :

"Hoje tá bonita..."

Tão querida.

Cada coisa a seu tempo

Hoje fui à piscina ver a malta toda a nadar. A ver se ganho vontade para recomeçar um programa de exercício físico. Eu preciso mesmo muito de fazer desporto, mas não arranjei vontade...ainda. Só arranjei vontade de ir fazer compras e trazer assim umas bolachinhas deliciosas, uns sumos, uns iogurtes, umas tostas, só coisas bem saudáveis, claro. Ai, ai, a bricar a brincar, mas há coisas que têm mesmo de ser. E o que tem de ser tem muita força, não é?

quarta-feira, 10 de março de 2010

Acabei de ouvir...

...a notícia de um aluno da Moita que agrediu um professor porque este o mudou de lugar na sala de aula. O aluno queria estar sentado ao pé do seu colega preferido, viu por algum motivo a sua vontade contrariada e decidiu atirar com a cadeira e outros objectos ao professor que teve de ir para o hospital e ficou a andar de canadianas. Outro aluno, que foi entrevistado, disse:
- Eles começaram a stressar um com o outro e foi assim, pá.
Pois cá para mim...
Esse aluno é que devia levar umas palmadinhas valentes, daquelas que o deixassem de cama uns dias, até às férias da Páscoa, que tal?
Desculpem a violência, mas quando se trata de indisciplina escolar fico com os cabelos em pé. Isto assim não pode ser! Onde é que vamos parar? Agora até na escola primária já batem nos professores. Pais, apareçam e façam o que vos compete, caramba!

AH AH AH

Eu avisei. Quem se mete comigo, recebe a resposta. Mais cedo ou mais tarde, mas não se fica a rir. Quem ri por último costuma rir melhor..por isso...deixem-me rir ahahahah. Ouçam, não sejam mauzinhos, porque quando se é mauzinho leva-se tau tau.
Eu não sou aquela vingativa de espada em punho, feita cavaleira em busca da sua honra, disposta a dar o coraçao e o sangue. Eu sou mais de ficar a aguardar, a rir baixinho, dizendo "Toma lá, que já levaste".
Não suporto injustiças.
Vá, toma lá que já levaste! Parvalhão saloio.

terça-feira, 9 de março de 2010

E...

...o sol voltou a brilhar. Que bom ! Até se ganha um novo ânimo. Eu gosto do frio e da chuva, mas o sol definitivamente deixa qualquer um mais bem disposto. Ooops, menos os vampiros, claro! E agora que estão tão na moda, não posso mesmo esquecer-me deles. Sorry, guys!

segunda-feira, 8 de março de 2010

Citação

Há dias, numa reportagem televisiva ouvi a seguinte expressão :
" Nós queremos um país de cidadãos. Não queremos um país de cidadões."
Concordo em absoluto. Aliás, não podia estar mais de acordo. Não vou explicar o significado da frase num contexto específico porque cabe a cada um de nós reflectir.
Reflictam então. Vá, que eu espero.

É impressão minha.....

ou está um frio de rachar ?

sábado, 6 de março de 2010

Meninas do antigamente

Obrigada à K. por ainda ser uma daquelas pessoas, raras, que faz tudo ao seu alcance para ajudar os amigos naquilo que pode e consegue. Admitamos: não há muita gente assim. Nem eu sou assim tão prestável e disponível. A preguiça assim me impede. Ai que confissão vergonhosa ! Bem, mas continuando, a miúda está sempre pronta a resolver dúvidas, questões, situações. Ela é bem desenrascada, perdoem-me o termo. E não recebe nada em troca além de um simples obrigado/a. Digam lá que ela não é uma espécie em vias de extinção ?
Quero que saibas, se é que ainda não sabes ou te deste conta, que és uma pessoa muito porreirinha e que o facto de estares sempre disponível para ajudar os outros te vai, mais cedo ou mais tarde, originar uma compensação. Divina, quem sabe ...

Não perco isto por nada

Sou uma fã assumida do Festival da Canção. Tenho recordações muito boas desde pequenina e ainda agora adoro assistir. Estou em pulgas para logo à noite. Vamos ver quem será a canção representante de Portugal em Oslo, na Noruega. Este ano parece que na Eurovisão a moda vão ser as baladas. Nós temos 2 lindas, se bem que eu prefiro a "Há dias assim". A canção, para mim, é tão linda que parece que cola e não descola mais. E a intérprete (A Filipa que venceu o programa televisivo Famíla Superstar e que estuda actualmente canto em Londres) é incrível. Depois temos uma mais mexida, mais ao estilo Eurovisão (edições recentes) e certamente iria dar nas vistas pela diferença, já que parece que vão existir inúmeras baladas este ano. Adoro as 2. Só não percebi muito bem quem decide a vencedora hoje: se o público ou um júri. Acho que devia ser o público. Mas vamos ver. Estou muito entusiasmada. I just love music !!!

Biscoitos de mel

No f.d.s. passado fiz esta receita e até que saiu relativamente bem. Decidi partilhar com todos/as.
Ingredientes:
1kg de farinha, 500g de acúcar, 6 ovos, 125 de manteiga (eu usei Becel), a medida de um copo de iogurte de óleo (125), 1 colher chá pó royal e 3/4 colheres de mel (colheres não muito grandes).
Receita:
A manteiga deve derreter naturalmente (colocada fora do frigorífico durante algum tempo) e depois junta-se o óleo e o mel. Noutro recipiente batem-se os ovos inteiros e junta-se o preparado anterior aos ovos. Adiciona-se o acúcar, mexendo sempre muito bem. Finalmente acrescenta-se a farinha aos poucos e o pó royal. Bate-se tudo muito bem e aquece-se o forno. Fazem-se as formas dos biscoitos à nossa vontade sempre com as mãos cheias de farinha para não agarrar. Bate-se mais um ovo e pincelam-se os biscoitos no topo para ficarem doirados. O forno não precisa de estar a uma temperatura muito, muito elevada, porque os biscoitos cozem depressa e podem queimar. Depois é só estar de olho neles (nos biscoitos, lol) e tirar assim que estiverem prontos.
E voilá! Bon apetit !

Adoro tanto...


Sou fã de livros. Não só de os ler (que podia ler muito mais), mas também de os ter, assim à vista, arrumadinhos na prateleira, sempre muito disponíveis. Entre um ou outro presente qualquer, o livro tem mais valor. Por todo o significado que acarreta. Pelas histórias contadas, pelas recordações, pelo mistério, pelo conhecimento, pelas viagens reais ou imaginárias. Enfim, fica para sempre.

A minha última aquisição...ui...não resisti. Enciclopédia da Literatura Universal. Todos os períodos literários muito bem explicadinhos e ainda as maiores obras de renome mundial de todos os tempos. O livro é tão completo, tão bem organizado que vale mesmo a pena. E lá está, fica para sempre. Está na minha mesa de cabeceira. Sempre que me apetece, dou uma olhadela e Xaran, mais um pouco de cultura para a cabecinha e para a alma. Que o saber não ocupa lugar, assim parece.

Finalmente !


Consegui comunicar com a F.
Bolas, que isto assim não pode ser! Meses sem ter notícias. Mas afinal somos amigas para a vida ou não? Não atende o telemóvel, não diz como é que está ou deixa de estar. Oh rapariga, quando é que a menina entende que os amigos são poucos mas valem a pena? Não faça como uns e outros que se esquecem disso e depois um dia querem recuperar as amizades todas de uma vez, assim à pressa, porque se sentem sozinhos e arrependidos. Eu não gosto de guardar rancores porque fazem mal à saúde. Mas também na vida, temos de ser capazes de deixar para trás certas pessoas que não farão parte da nossa caminhada. Isto de forma tranquila e apaziguadora obviamente. Já lá vai o tempo em que ficava sentida porque as supostas amizades desapareciam do meu radar sentimentalóide !
Mas em relação a si, a menina até agora tem valido sempre a pena. Comporte-se bem ! E faz favor visite o meu blogue como me prometeu.

A minha amiga Cuxi Cuxi

Se há pessoa que adoro é a minha amiga R. Conhecemo-nos como ninguém. Compreende-me, cuida-me, brinca comigo, aceita-me sempre, sem aceitar os meus erros que faz questão de ajudar a corrigir. Assim são os bons amigos. Adoro fazer-lhe cócegas, pôr-lhe as mãos frias no pescoço, dançar um bailinho com ela assim do nada, confessar segredos, pedir conselhos, dar-lhe beijinhos. Recebeu-me de braços abertos quando tinha 15 dias de vida e desde aí nunca mais me largou. Nem eu a ela.

Então não é que....


agora me apetecia começar a ter aulas de piano ?! Agora ando a matutar esta ideia. Quando era pequenita, tive aulas de piano durante 3 anos e até levava jeito para a coisa. Nos espectáulos de fim de ano, fazíamos uma audição e tenho fotos absolutamente encantadoras que registam esses momentos. Depois larguei o piano, fui para os escuteiros, larguei os escuteiros, fui para o orfeão, larguei o orfeão, fui para o basket, larguei o basket fui para a viola, larguei a viola...e agora quero o piano outra vez !!! Lol. A moda é cíclica, já alguém dizia. E assim são os meus gostos.

quarta-feira, 3 de março de 2010

Palavras..para que vos quero?

Hoje disse à minha amiga que gosto muito dela. Senti essa necessidade. O mundo corre tão depressa à nossa volta, a vida são grãos de areia a escaparem-se entre os dedos e o tempo leva-nos as palavras...Desta vez, disse as que tinha aqui guardadas. Já disse muitas vezes, mas parece que nunca é demais.

Bullying

Ao ouvir as mais recentes e trágicas notícias do menino de Mirandela que pôs fim à vida por não mais ser capaz de suportar o bullying de que era vítima há mais de um ano, fico aterrada, perplexa, indignada, revoltada. Fico confusa.
Lembro-me do meu colega L. que andou comigo na escola do 7º ao 9º ano e, também ele, foi mal tratado por todos, agredido física e psicologicamente, sem que nenhum de nós tivesse a coragem de denunciar, travar ou enfrentar a situação. Também eu me lembro de ver cenas terríveis e não fazer nada. Hoje sinto ainda mais desprezo por antigos colegas que hoje já são homens, mas que não serão certamente bons homens. Porque não acredito que se mude assim tanto de carácter. O meu amigo, felizmente seguiu a vida dele...Espero que seja uma pessoa feliz. Gostaria de ter na altura a força e determinação que tenho hoje em relação a estes assuntos. Hoje jamais me calaria. O bullying é horrível e está por todo o lado. Só me resta dizer: Alguém, por favor, faça qualquer coisa!

Reflexão

Não há coisa pior...
do que magoar aqueles por quem só se sente amor.
E de que vale pedir-vos perdão se a dor já está lá...no teu e no meu coração?
Se quando penso em não vos poder ter...
Só me apetece, de repente, desaparecer.
Por não saber expressar por vós o meu amor
Fico assim.. perdida na dor.

Decoração em tons de imaginação

Ontem descobri umas imagens autocolantes para decorar as paredes da sala, do quarto, da cozinha...tão giras. Para o efeito resultar na perfeição é necessário combinar as imagens com a restante decoração, conciliando as cores e fazendo jogos com a disposição dos elementos. Mas as imagens são de facto fantásticas e para todos os gostos: desde flores,praias,cidades,monumentos, animais, a outras mais simples, de vários tamanhos. Fiquei muito interessada no assunto....São um pouco caras, mas acho que podem transformar um espaço por completo, dando-lhe um toque muito pessoal e original. Por exemplo, acordar e ver nas paredes fotos de um lindo mar de água transparente com peixes de todas as cores só pode deixar uma pessoa mais bem disposta.
São fáceis de aplicar segundo percebi e podem retirar-se quando uma pessoa se cansar.

De certeza que existem imensas lojas a vender este tipo de material. Eu vi no Bricomarché, da cadeia Intermarché.

Dia de Inspecção

O Bolinhas foi hoje à inspecção e não me deixou ficar mal. Veio de lá o selinho verde e assim, menos um problema para resolver. Esta semana foi ligeiramente atribulada. Tive de recorrer aos post it azuis para elaborar uma ordem de trabalhos. Cumpri aproximadamente 90%, o que mostra que sou uma pessoa cumpridora. As restantes tarefas, ainda por realizar, estão ainda dentro do limite do tempo, so no worries.
Gosto de ir à inspecção com o carro. Contrariando uma conhecida minha que diz "Eu não vou à inspecção porque aquilo está repleto de homens e depois eu não sei e fico embarassada e depois eles gozam comigo". Ninguém goza com ninguém e acredito até que eles são mais simpáticos com as senhoras. Ficam agradecidos por aliviar as vistas e combater a rotina.
À primeira é que custa um bocadinho. Já não sabemos bem qual é o pisca da esquerda, a luz de nevoeiro, o travão de mão, a luz de marcha atrás. Mas depois, e como em tudo na vida, uma pessoa habitua-se.E passa a não custar...

Easy...

Calma, não desapareci do mapa. Já recuperei da queda e está tudo ok. A explicação para esta prolongada ausência prende-se com o facto de estar sem internet em casa. Não gosto de estar tanto tempo sem actualizar o blogue. Aliás, pretendo que ele esteja sempre actualizado, em cima do acontecimento. Foi esse o compromisso que assumi comigo mesma. Por isso não se preocupem. Assim que estiver tudo regularizado, volto em força para vos reencontrar.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Carrocéis e farturas


Hoje vou à feira. Daquelas feiras com carrocéis, tendinhas e roulotes de algodão doce. Gosto muito de ir às feiras, acaba por ser divertido e, como só acontecem uma vez por ano, há que aproveitar. Admiro a coragem de todos os feirantes que andam com a casa às costas tipo caracol, enfrentando frio, chuva e o mais recente fenómeno da crise. Tenho excelentes recordações da feira, desde pequenina. Quando ainda no infantário, experimentei andar no carrocel dos barquinhos que andam sobre a água ou quando comprava umas cornetas muito giras. Depois mais na adolescência quando me perdia pelos lenços e acessórios e quando passava tardes nos carrinhos de choque. Agora gosto de ir ver, mas não compro assim nada em especial. Talvez um pão com chouriço acabado de sair do forno ou uma fartura. Andar nos divertimentos??Nem pensar!! Fico só a ver os outros de cabeça para baixo, aos gritos, todos divertidos. Ainda me lembro quando a minha amiga A. me fez uma lavagem cerebral e me convenceu a andar num carrocel que era uma roda gigante que fazia loopings. Os assentos eram largos e eu era magra. Estão a ver o filme de terror? Credo, pensei que já não saía dali com vida. E ela ria-se. Socorro!!!!!!!!!!

Amigos/as leitores

Ontem foi um dia complicado. De manhã quando apressadamente corria pelo chão húmido de tijoleira da marquise, dei uma valente queda e bati com a cabeça no chão. Foi uma queda aparatosa e violenta. Fiquei muito aflita, pois senti um forte impacto. Fiquei imobilizada e pensei que fosse mesmo um caso sério. Felizmente não estava sozinha e fui logo amparada. Pedi que me levassem para o hospital, o que aconteceu. Fiz exames, fui vista por mais do que um médico, incluindo o cirurgião e acabei por regressar a casa com as indicações de muito descanso, gelo, pouca comida para não ficar mal-disposta e pouca luz para não causar incómoo. O cirurgião garantiu que nada estava partido, o que me aliviou bastante. Tive oportunidade de ver a minha cabecita sem olhos, nem cabelos, sem nada, no computador do cirurgião. Ainda estou muito dorida. Hoje às 3h da manhã já estava acordada. Deixo apenas um conselho: não andem descalças/os ou com meias no soalho, pois isto pode acontecer a qualquer momento. E acabei por ter sorte no meio desta situação. Tive muito medo, acreditem.


Parabéns Mãe...

E as vencedoras do "desafio aos leitores" são......tan tan tan

A minha amiga A.
Bem como só hoje vi o post...vou escrever aqui uma receita que é muito fácil...não me lembro é das quantidades todas de cor:(Bem aqui vai:Ingredientes: Medalhões de pescada (ou outro peixe);miolo de camarão;3 iogurtes naturais; mostarda; farinha maisena; margarina; sal e pimenta.Tempera-se o peixe e o miolo de camarão com sal,pimenta e 1 colher de chá de mostarda. Depois numa frigideira põe-se uma colher de sopa de margarina e coloca-se o peixe e o camarão até ficarem loirinhos. Retira-se. Na mesma frigideira coloca-se o molho com os ingredientes previamente misturados, ou seja, os iogurtes naturais, uma colher de chá de mostarda e uma colher de chá de maisena dissolvida em água. Fica no lume até engrossar e deita-se por cima do peixe. E voilá;)Eu geralmente acompanho com puré de batata ou arroz branco.Espero que gostem;)

A minha amiga K.

Eh eh! Aki é a K!Esta receita foi a Marta do Porto que me ensinou :P, lembras-te dela? Mas ainda hj a faço e é óptima e rápida e fácil!! Para 2 pessoas: 2 latas de atum, meia cebola, oregãos, tomatada, natas, massa à tua escolha.Numa frigideira colocas a cebola picada e regas com um fio do óleo/azeite do atum. Depois deixas refogar pouco. Juntas os oregãos e depois a tomatada QB. Depois deitas o atum picadinho e deixas cozinhar. Depois no fim deitas as natas QB. Eu gosto dessa pasta líquida, tu depois descobres como gostas mais. NO final, cozes a massa e misturas tudo no fim. Tempo: 15 min.

Doce bailarina: Obrigada!

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

E porque não?

Fernando Nobre, fundador e responsável máximo da AMI (Assitência Médica Internacional) é candidato à Presidência da República. Um médico, um cidadão com valores e méritos, conhecedor de diversos países, culturas e povos. Uma pessoa com vontade de se afastar da imagem cansada e descredibilizada dos políticos nacionais, um cidadão independente que se diz movido por um "imperativo moral" e por um cunho humanista. Quem quiser conhecer um pouco melhor o seu percurso, rapidamente se aperceberá de que sempre viveu em função de interesses maiores. A sua luta foi a luta pelos outros. Um Presidente da República deverá ser um humanista, um representante independente e imparcial, um conhecedor do mundo e das gentes. Não conhecia Fernando Nobre, mas gostei de ver a sua entrevista. Parece ser uma pessoa simples e genuina. Não sei se será o melhor de entre os futuros candidatos, mas tem toda a legitimidade para tentar.

Comunicado oficial



Comunico que tenho, desde ontem, um penteado novo. Fiz uma franja! Para ser mais precisa, fiz uma franjinha, daquelas bem direitinhas, a tocar a sobrancelha. Acho que está gira. É uma franjinha daquelas que usamos na 3ª classe, muito direitinha, feita com régua, com o cabelinho comprido todo muito liso. As franjas voltam a estar na moda e, desta vez, não precisam de ser usadas na diagonal, podem ser mesmo direitinhas, a fazer moldurinha ao resto da cara. Para quem gostar...

Reflexão

Há um certo tipo de coisas que me chateia mais do que o habitual. A vida não são só rosas, já ouvi dizer. Aliás a aprendizagem e o conhecimento humanos resultam da nossa capacidade para ultrapassar problemas, lidar com obstáculos e dificuldades, tornando- -nos mais fortes, mais conhecedores, mais sábios e, consequentemente, mais seguros. Mas há coisas que chateiam um bocado e eu dispensava-as de boa vontade. São elas....... as pessoas mal educadas. Não gosto de ter de lidar com elas, de conviver com elas, de ter de me relacionar com elas. Não gosto de ter de as ignorar obrigatoriamente, de desvalorizar os seus actos mal educados e baixos, de fingir que não são pessoas mal formadas,sem educação, sem cultura....
Por outro lado, gosto de pessoas bem formadas, com educação e com um certo nível de elevação espiritual e cultural. Não precisam de ter lido Sófocles, de conhecer a "Mensagem", de teorizar sobre Nietzsche.... Basta-me que sejam bem educadas, que respeitem os outros, que ainda tenham alguns valores, que distingam o bem do mal. Isso já basta. Já está bom demais.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

pedido de desculpas fofinho

Quero pedir muitas desculpas por não estar a dedicar o tempo que gostaria ao blogue e a todos quantos o lêem. Eu bem queria pôr as ideias em dia e partilhar histórias, mas ando aqui embrulhada em coisitas burocráticas, chatinhas e desmotivantes. Assim que tiver um pouco mais de tempo...sim porque não gosto de escrever sob pressão e a olhar para o relógio...prometo que venho aqui despejar os meus pensamentos, comentários e afins.
Entretanto ficamos com o ping ping ....ping chuá, lá fora e nós a desesperar por uma Primavera linda que teima em não aparecer. Naturalmente porque ainda não é Primavera, eu sei. E até não desgosto do Inverno, para dizer a verdade. Mas estou solidária com todos os que anseiam pelas roupinhas mais frescas, pelo sol da meia tarde, pelas esplanadas, pelo cheirinho a flores, pelo romantismo das mãos dadas nos passeios de fim de semana, pelos óculos de sol cheios de estilo. Eu entendo.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Uma palavra de amizade...


...a todos os que na Madeira enfrentam um autêntico pesadelo, do qual desejam acordar rapidamente. O pior já passou. As imagens, os testemunhos, os vídeos, as fotos...muito impressionantes. A tragédia bateu à porta de um vizinho mais próximo e desta vez fala a nossa língua. Nestes momentos percebemos que catástrofes podem acontecer em qualquer canto do mundo quando menos se espera. Não há vítimas privilegiadas nem intocáveis. Recusamos aceitar, reconhecer, entender, reflectir, mas somos, de facto, todos iguais. Aqui se percebe a verdadeira natureza humana.

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Adoro..

pessoas bem dispostas, descontraídas, descomplexadas, aquelas que dão uma valente gargalhada sem se preocuparem em reprimir qualquer energia ou emoção. Pessoas divertidas, de bem com a vida, fáceis de lidar, com um sorriso aberto e olhinhos cintilantes. São tão raras..Hoje conheci uma delas. É tão simpática !

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Precious: o filme


Promete. A história de uma adolescente americana abusada física e psicologicamente tanto pelo pai de quem engravida como por mãe desiquilibrada e disfuncional. O drama social de muitas raparigas que podem ou não encontrar anjos da guarda que as salvem de um destino à partida perdido. Várias nomeações para Óscares e vários outros prémios já ganhos. Eu quero ver.

Considerações

Nenhum país é verdadeiramente democrático se não garante aos seus cidadãos um direito absolutamente fundamental: o direito a trabalhar.
Mas afinal que raio de país é este?

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Quebro o silêncio

Ainda nunca tinha falado dos Ídolos aqui no blogue. Primeiro porque não acompanhei o programa tão assiduamente como cheguei a pensar que iria fazer. As galas prolongavam-se até bastante tarde e eu sou mais de adormecer no sofá. Mas gosto muito do formato, gosto de música, sou espectadora. Achei muita graça ao Filipe desde o primeiro casting, onde apareceu cheio de inseguranças e medos. Quando abriu a boca para cantar fiquei estupefacta. Comecei logo a imaginá-lo com uma banda a fazer sucesso internacional, pois vi nele um cantor com muito estilo e muito talento. Entretanto foram aparecendo os restantes candidatos, o Carlos, a Diana, a Catarina.... Fiquei fã do Carlos, mas a magia foi-se perdendo até desaparecer. Depois veio a Diana, uma artista absolutamente fantástica com performances incríveis. E agora ficou o Filipe, o miúdo que no Verão previ, sem qualquer certeza, que iria ganhar. E ganhou. E bem. Ele é mais discreto, mas é muito diferente de todos os outros..para melhor. E ouvi-lo a falar.... Caramba. Ainda por cima é muito inteligente. E eu adoro pessoas assim. Parabéns ao rapaz. Esteve sempre muito bem!

Ainda estou à espera


Mas afinal, lança uma pessoa um desafio aos seus amigos/leitores e não participam ?!

Das duas uma: ou ninguém sabe cozinhar ou então sabem e não gostam de partilhar...

Ainda estou à espera que me enviem algumas receitas. Please.. Ver o post "Desafio aos leitores". Vá lá, participem. Senão vou ficar zangada como na foto.

Valentine's day : o filme


O filme não é o máximo. São várias histórias interligadas, vidas banais, mensagens comuns, lições já conhecidas. Enfim, não é aquela história de ir aos lencinhos de papel ou de ficar a matutar muito tempo no assunto. Mas nem tudo é mau.

Ficou-me uma frase:

- "Qual o segredo para estares casado com ela há 20 anos e ainda serem felizes?"
- "Isso é porque casei com a minha melhor amiga.
Ela sempre foi a minha melhor amiga."

(Também penso assim. Apertei-lhe a mão com um sorriso e fui correspondida.)

Que bom...

que é ter uma boa companhia, daquelas com quem estamos sempre bem, que nunca cansam, com quem nos sentimos sempre contentes independentemente de tudo o resto...é bom, sim senhor.

Ai a piratinha ...


No metro....

Pequena piratinha (muito divertida com o seu outfit de Carnaval, sentada ao colo da avó que, por sua vez, estava sentada à minha frente).

Avó: Ó querida, que estás a fazer?
Piratinha: Estou a tirar macacos.
Avó: Mas isso não se faz. Já não te ensinei que os macacos se tiram com o lenço?
Piratinha: Mas eu não quero nenhum lenço. Eu tiro os meus macacos com as mãos.
Avó: Mas não podes ! Isso é feio. Já te disse que é com o lenço.
Piratinha: (levanta a voz em tom de desagrado, pois já tinha explicado uma vez) Não ! Eu tiro os macacos com as mãos e pronto!
Avó tira um lenço do bolso e começa a missão impossível. A miúda não lhe dá grande hipótese, mas lá acaba por ceder.

Moral da história: Uma miúda com 3 anos (+/- ) cheia de personalidade. Ela limitou-se a explicar à avó que embora haja uma regra estabelecida, podemos sempre contornar a situação da maneira que nos der mais jeito.

Cheguei !

Não foi da quermesse, foi mesmo das minhas mini-férias de Carnaval. Estive sem pc e, como tal, não pude manter-me em contacto. Bem, prometi que vos dava conta da minha ida à quermesse e não vou faltar à palavra. Para começar, devo dizer que não estava tão animada como esperei, mas eu também fui cedo que era para ver se apanhava alguma prendinha jeitosa. Quando me aproximei e pedi 1 euro de rifas, apercebi-me de que estava instalada a confusão e ninguém me vendeu nada. Aparentemente existiam irregularidades na distribuição das rifas, o alguidar estava corrompido e tinham colocado mais rimas vazias do que era suposto. A senhora encarregue de trazer as rifas com prémio ainda não tinha chegado e então foi ver as senhoras a desembrulhar rifas que nem umas malucas para desfazer o engano e pôr as coisas mais equilibradas. Eu pensei "Ai é, a corrupção também já chegou às acções de solidariedade? Vou mas é ficar aqui até ter a certeza de que me sai pelo menos um prémiozito."
E saiu mesmo. Um jarrito velhote que estive prestes a devolver, pois era mesmo feio. Uma caixinha de maquilhagem da Marilyn Monroe muito fashion e um avental daqueles que se colocam da cintura para baixo bem giro. OK. eu confesso, o avental fui regateá-lo com um puto adolescente que levou metade da quermesse e que já tinha 2 iguais. Ofereci-lhe um peluche com a letra T, que me tinha saído e ele aceitou logo a troca. Eu disse"Olha, toma lá para ofereceres a alguma namorada Tânia ou Teresa.."
Ah, falta falar dos bolos, doces e afins. Fui completamente enganada. Fui directa ao bolo de chocolate mais próximo que havia e era mau, muito mau. Faço um tão melhor que aquele...

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Eu vou, Eu vou

Não é ao Rock in Rio, não. Quer dizer, quanto a esse logo se verá, porque ainda não fui a nenhuma edição e gostava muito. Quem sabe se não é este ano?

Mas hoje vou a uma quermesse de Carnaval. Uau, que divertido. Até há baile de máscaras e tudo. Mas eu vou mais pela causa. Os fundos revertem a favor da Liga Portuguesa contra o Cancro. E confesso, sempre gostei de quermesses. De desenrolar os papelinhos das rifas e descobrir que me saiu um pano de cozinha, um jarrito velhote ou uma moldura muito fashion. É mais pela expectativa e pela diversão. E ainda há bolos diversos. Eu que não sou nada gulosa ,aproveito. E prometo, não saio de lá sem uma prenda, nem que compre um alguidar de rifas, mas tenho de trazer um recuerdo, ai isso tenho!

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Que chatice, pá !

Ou será: Que vergonha !

Bons tempos, excelentes tempos

Hoje aos ver os miúdos das escolas a desfilar no Carnaval,
lembrei-me dos meus tempos de criança em que era uma excitação ir mascarada para a escola, atirar serpentinas e bolinhas. Lembro-me de me disfarçar de: criada (um fato feito em cetim na costureira que custou uma fortuna), de bruxa, de dama antiga, de chinesa e a recordação mais antiga remonta ao infantário altura em que me vesti de vianesa (mulher de Viana do Castelo), com sainha preta rodada, avental e blusa bordados, um cordão de ouro verdadeiro e um pouquinho de maquilhagem. Ainda me lembro do cheiro do batom. Fui uma criança muito feliz. Brinquei sempre muito, tinha o meu mundinho de fantasia, era livre. Os psicólogos dizem que uma infância feliz é fundamental. Eu acredito. Por isso é que não se entende como há pessoas que pensam primeiro em si e depois nos filhos, ao invés de fazerem os possíveis por proporcionar-lhes uma vida descomplicada, sem stress ou conflitos. É que já é tão difícil quando começamos a entender, imaginem para a cabeça de qualquer pequenito.